Cirurgia-Plastica-SP-Dr-Lucas-Consentino

Nosso Blog

Blefaroplastia – O que é, como é feita e onde fazer?

blefaroplastia-como-é-feita-dr-lucas-consentino
Guia de Conteúdo

A blefaroplastia é uma cirurgia plástica realizada para corrigir as pálpebras. Pode ser feita nas pálpebras superiores, inferiores ou nas duas ao mesmo tempo. A cirurgia é indicada para quem tem pálpebras caídas ou bolsas de gordura nas pálpebras, o que acarreta um aspecto cansado e envelhecido. Além disso, a cirurgia também é útil para corrigir problemas funcionais das pálpebras, como a ptose palpebral.

Neste conteúdo serão abordados os seguintes tópicos: o que é blefaroplastia, como é feita a cirurgia, como é o pós-operatório, indicações e contraindicações e onde fazer o procedimento. Porém, primeiramente veremos a importância de fazer a correção das pálpebras. Boa leitura!

Por que corrigir as pálpebras?

A pálpebra é a pele que cobre os olhos e, à medida que envelhecemos, ela pode ficar caída ou flácida. Isso pode causar olheiras e fazer com que você pareça cansado ou aborrecido. 

blefaroplastia-procedimento-cirurgico-dr-lucas-consentinoA correção das pálpebras melhora a visão e garante melhor qualidade de vida (foto: Divulgação).

Dessa forma, a blefaroplastia entra como uma intervenção para ajudar a melhorar a visão, já que as pálpebras caídas podem obstruir a parte inferior da vista. Além disso, as pálpebras caídas podem ser um sinal de outros problemas médicos, como glaucoma ou diabetes. Portanto, corrigir as pálpebras pode melhorar significativamente sua qualidade de vida.

O que é blefaroplastia?

Como explicamos inicialmente, blefaroplastia é o nome dado ao procedimento cirúrgico para corrigir as pálpebras. O procedimento pode ser feito em qualquer idade, mas é mais comumente realizado em adultos de 40 anos ou mais. 

O objetivo da blefaroplastia é remover o excesso de pele e gordura das pálpebras para melhorar a aparência e o campo de visão. A cirurgia também pode ser usada para corrigir defeitos congênitos das pálpebras, como ptose (quando a borda superior da pálpebra cai sobre o olho).

Desse modo, a cirurgia de blefaroplastia geralmente é realizada sob anestesia local, embora possa ser feita sob anestesia geral. Antes da cirurgia, o cirurgião irá examinar as suas pálpebras e discutir seus objetivos com o paciente. Também será tirada uma fotografia para fins de documentação antes da cirurgia.

Veja também: Qual a diferença entre Lipo HD e Lipoaspiração? Veja para quem é indicado cada procedimento

Técnica cirúrgica da blefaroplastia

Durante a blefaroplastia, o cirurgião irá remover o excesso de pele e gordura das suas pálpebras através de incisões nos cantos externos dos seus olhos. Se for necessária uma correção na posição das pálpebras, também será feita uma incisão na borda interna das suas pálpebras (também conhecida como canthopexy). 

Uma vez que todo o excesso for removido, as incisões são suturadas. A cirurgia leva cerca de 1-2 horas para ser concluída.

Após a cirurgia, é normal observar algum inchaço e hematomas que logo desaparecerão. O paciente provavelmente sentirá alguma dor e desconforto nas primeiras 24 horas após a cirurgia, mas isso geralmente pode ser aliviado com analgésicos prescritos pelo médico. 

O inchaço e os hematomas podem demorar 1-2 semanas para desaparecerem completamente e o paciente provavelmente terá que usar um curativo adesivo por cerca de 5 dias após a cirurgia para evitar que as incisões sejam movidas durante o processo de cicatrização.

Será necessário fazer uma visita de retorno ao médico 1-2 semanas após a cirurgia para que se possa verificar como estão as incisões e retirar os pontos.

Veja também: Abdominoplastia: como é a cicatrização?

Cuidados pós operatórios da blefaroplastia

Após a cirurgia de blefaroplastia, é importante seguir as instruções do seu médico para facilitar a recuperação e minimizar o risco de complicações. Isso inclui:

  • Repouso: evite atividades que exijam esforço físico nas primeiras semanas após a cirurgia.
  • Cuidado com os olhos: lave cuidadosamente as mãos antes de tocar nos olhos. Evite esfregar os olhos e use óculos de sol para protegê-los da luz solar intensa.
  • Limpeza dos olhos: siga as instruções do seu médico sobre como cuidar da área operada e quando começar a usar novamente cosméticos e maquiagem.
  • Controle da dor: tome os medicamentos prescritos pelo seu médico para aliviar a dor e reduzir o inchaço.
  • Controle do inchaço: durante as primeiras semanas após a cirurgia, você pode usar compressas frias para reduzir o inchaço nos olhos. No entanto, não coloque gelo diretamente nos olhos.
  • Verificações regulares: retorne à consulta com o seu médico conforme indicado para que possam verificar sua recuperação.

Blefaroplastia: indicações e contraindicações

Como você já sabe, a blefaroplastia é uma cirurgia estética realizada para melhorar a aparência das pálpebras. Pode ser feita nas pálpebras superiores, inferiores ou nas duas, sendo indicada para corrigir as pálpebras caídas, bolsas de gordura e linhas de expressão.

O procedimento também é indicado para tratar o ptose palpebral, que é uma condição em que as pálpebras superiores ficam baixas e cobrem a parte superior do olho.

blefaroplastia-como-é-feita-dr-lucas-consentinoA blefaroplastia pode ser feita tanto em mulheres quanto em homens (foto: Divulgação).

Por outro lado, as contraindicações da cirurgia são: 

  • diabetes;
  • hipertensão;
  • problemas na tireoide; 
  • glaucoma; 
  • doença de Alzheimer; 
  • problemas na produção de colágeno; 
  • doenças autoimunes. 

Algumas condições médicas podem aumentar o risco de complicações da blefaroplastia. Portanto, é importante informar o seu médico sobre qualquer condição médica que você tenha.

Onde fazer a blefaroplastia? 

Para garantir a segurança e eficácia do procedimento, é fundamental que o paciente escolha um profissional devidamente habilitado para conduzir a intervenção cirúrgica. Esse critério inclui, além da devida graduação em medicina, especialização na área de cirurgia plástica e, se possível, a participação em órgãos importantes como a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Outro ponto a ser observado, é a escolha das instalações onde o procedimento será realizado. Por isso, é essencial que a clínica ou hospital esteja devidamente equipado e conte com uma equipe completa para dar a devida assistência ao médico.

O Dr. Lucas Consentino é especialista em cirurgia plástica e conta com vasta experiência na condução de procedimentos de blefaroplastia, bem como outras intervenções. Além disso, é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica. 

Se você busca por blefaroplastia ou outros procedimentos em São Paulo – SP, agende uma consulta neste link.

Este artigo foi útil? Deixe um comentário!

Dr. Lucas Consentino

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clínica de Cirurgia Plástica

Dr. Lucas Consentino

Artigos Recentes